Cuidado para não se tornar o “chato da internet”

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

O marketing digital é uma maneira fantástica de se ganhar dinheiro e ao mesmo tempo conseguir mais tempo para o lazer, mas é preciso respeitar algumas regras, não pular etapas e tornar-se cada vez melhor naquilo que faz até os atingir os resultados desejados. No meio da caminhada muitos empreendedores acabam chateando seus amigos ou membros de suas redes sociais.

É preciso ter muito cuidado para não se tornar mais um “chato da internet”. Muitas vezes o empreendedor age de forma inocente com a melhor das intenções, mas no fundo acaba criando situações complicadas entre seus amigos.  Um desses chatos típicos da web é aquele empreendedor que lança um negócio online ou se afilia a um grupo de marketing de rede e começa a marcar todo mundo em suas postagens no Facebook, por exemplo. Embora não seja uma prática ilegal, para muitos que são marcados, é incômodo, porque pode ser que entre seus amigos, alguns não queiram ser vinculados ao referido projeto.

Outra coisa que chateia muito as pessoas na internet é o recebimento de e-mails indesejados. Não estamos falando aqui de Spam, mas daqueles e-mails que são enviados aos amigos ou contatos. Nem todo mundo está interessado em receber ou fazer parte de alguns projetos. O interessante é conquistar as pessoas ao invés de forçá-las a conhecer ou ingressar em um negócio logo de cara. Postar conteúdo relevante no Facebook (sem marcar ninguém) é uma forma de despertar o interesse das pessoas por você e pelo que faz.

Criar uma página para captura de e-mails e nutrir esses leads com conteúdo relevante é outra forma interessante de criar uma rede de contatos interessados em seu negócio, serviço ou produto digital. Todo esforço de marketing é válido, menos ser mais um “chato da internet”.

 

http://andreavelino.net/monetizze

Deixe uma comentário